sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

... a gente se fode

“E quando alguém, no plano real, toma forma, a gente imediatamente projeta toda aquela emoção presa na garganta do sonho. E fatalmente se fode, porque está tentando adequar/ajustar um arquétipo, uma imagem de toda a nossa infinita carência, nossa assustadora sede, a uma realidadezinha infinitamente inferior.”

Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário